Escritos Em Letra De Forma

Um jeito diferente de descrever acontecimentos simples.

Nome:
Local: São Paulo, Brazil

13 março 2009

Carta da Itália: Oficina de Comidas

Carta da Itália: Oficina de Comidas

01 agosto 2006

Um Até Logo para “Escritos...”


Após quase um ano, estou deixando “Escritos em Letra de Forma”.

Neste tempo foram 215 posts, mais de 1.500 comentários, mais de 19.100 visitas. Nada mau para uma “escritora de garagem”!

Não é um adeus definitivo. Chamo-o de “até logo”, pois acredito que haverá outra finalidade para este blog. Mas, por enquanto, ele entra em recesso...

“Escritos...” foi criado sem grandes pretensões. Na verdade (e eu já disse isso aqui) ele foi, no início, uma “lavagem de alma”, uma válvula de escape num período muito ruim na minha vida, um porto seguro. Mas fui criando amor nesse bloguinho. Algumas pessoas sabem que eu o deixava o dia todo aberto, só para olhar... Quando havia 2 ou 5 ou 10 visitantes on-line, podem ter certeza de que um era eu...

E é por isso a dor de deixá-lo. Quando olho todos os textos, poemas, crônicas, bobagens, sinto orgulho dele e porque não dizer, de mim mesma, por termos vencido, juntos, a fase negra. E sua função, que era apenas me ajudar, acabou aumentando e me lançou na blogosfera, onde fiz vários AMIGOS lindos. Algumas pessoas por aqui passaram e eu nunca soube quem eram, pois preferem – e eu respeito – o anonimato. Agradeço, de coração, a presença de cada um de vocês.

Porém, a função primária e secundária deste blog findou e é hora de alçar vôo sozinha, sem me esconder atrás de um rótulo.

Por tudo isso e, unindo realização pessoal à vontade de mudar, convido-os a conhecer meu novo sítio, criado com a ajuda, mais que indispensável, de
João Nanabu. Obrigada, amigo. Sem você, nada de site! Obrigada pelas longas madrugadas no MSN neste quase um mês, pelos e-mails e pela paciência.


Convido-os a conhecer
Sandra Pontes.

p.s. importante: Não esquece de puxar a cordinha!

25 julho 2006

Quando...


... Resta somente uma vela.
... Beija pela última vez.
... Diz adeus.
... Abraça forte, sabendo ser o derradeiro.
... Olha para trás e vê o que deixou.
... Queima, com fogo fátuo, o coração.
... Abandona quem deu guarida.
... Soletra fim.

... Inspira o medo.
... Expira conformismo.
... Marca a ferro.
... Ignora as lições.
... Sofre calada.
... Chega a hora da separação.
... Mascara o sofrimento.
... Toca o último acorde.
... Soluça baixinho.
... Abre mão, por algo maior.
... Soterra o amor.
... A luz se apaga.
... A cortina desce.
... A dor exala.
... Libera o pranto.
... Chora, sentido, a saudade antecipada.
... Escreve o último post.



Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.